segunda-feira, 30 de junho de 2008

ELEGÂNCIA DO COMPORTAMENTO

Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza. É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada. É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca. É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas. Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros. É possível detectá-la em pessoas pontuais. Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está. Oferecer flores é sempre elegante. É elegante não ficar espaçoso demais. É elegante, você fazer algo por alguém, e este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para o fazer... É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro. É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais. É elegante retribuir carinho e solidariedade. É elegante o silêncio, diante de uma rejeição... Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto. Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante. É elegante a gentileza...Atitudes gentis, falam mais que mil imagens... Abrir a porta para alguém...é muito elegante... Dar o lugar para alguém sentar...é muito elegante... Sorrir, sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma...Oferecer ajuda...é muito elegante...Olhar nos olhos, ao conversar é essencialmente elegante. Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural pela observação, mas tentar imitá-la é improdutivo. A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social: é só pedir licencinha para o nosso lado brucutu, que acha que "com amigo não tem que ter estas frescuras". Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os inimigos é que não irão desfrutá-la. Educação enferruja por falta de uso. E, detalhe: não é frescura.
Autoria: Martha Mendeiros
***Boa semana pessoal!

segunda-feira, 23 de junho de 2008

"Se você chegou ao fundo do poço, saia dele"......

Sabe aquele momento que a gente pensa que chegou no limite das próprias forças e que não vai mais conseguir avançar? Quando não contemos as lágrimas (e nem devemos!) e tudo parece um grande vazio... Esse momento que, não importa a nossa idade, pensamos que já é o fim... e um desânimo enorme toma conta da gente... Esse momento, ao contrário do que parece, é justamente o ponto de partida!!! Se chegamos a um estado em que não avançamos mais, é que devemos provavelmente tomar uma outra direção. Quando chegamos a esse ponto de tal insatisfação é sinal de que alguma coisa deve ser feita. Não espere que os outros construam pra você, planeje e faça! Você é responsável pelos próprios sonhos e pela realização destes. Nas obras da vida não precisamos de arquitetos para planejar por nós. Com um pouco de imaginação e um muito de boa vontade podemos reconstruir sozinhos a casa que vamos morar e o futuro que nos oferecemos. É humano se sentir fragilizado às vezes e mesmo necessário para que tenhamos consciência que não somos infalíveis, não somos super-heróis, mas seria desumano parar por aí. E injusto. Para os outros, mas principalmente para consigo mesmo. Recomeçar é a palavra! Recomeçar cada vez, a cada queda, a cada fim de uma estrada! Insistir!... Se alguém te feriu, cure-se! Se te derrubaram, levante-se! Se te odeiam, ame! Erga-se! Erga a cabeça! Olhando pra baixo só podemos ver os próprios pés. É preciso olhar pra frente. Plante uma árvore, faça um gesto gentil, tenha um atitude positiva. É sempre possível fazer alguma coisa! Não culpe os outros pelas próprias desilusões, pelos próprios fracassos. Se somos nossos próprios donos para as nossas vitórias, por que não seríamos para as nossas derrotas? Onde errou, não erre mais! Onde caiu, não caia mais! Se você já passou por determinado caminho, deve ter aprendido a evitar certas armadilhas. Então, siga! Não se esqueça de uma grande promessa feita na Bíblia: "Esforça-te e eu te ajudarei." Dê o primeiro passo... depois caminhe!!! Tenho certeza que a felicidade não mora ao seu lado, nem à sua frente, ela está junto de você!
"Se gradativamente você chegou ao fundo do poço, gradativamente SAIA dele"
Texto de autoria de Letícia Thompson , utilizado em trabalho terapêutico pela Psicóloga Suênia Medeiros.
Descubra-se, faça-se feliz, tenha um lindo dia e uma ótima semana!

segunda-feira, 16 de junho de 2008

AMANDO-SE

Uma senhora fazia feira há mais de 20 anos pensando nas coisas fresquinhas que iria levar para o marido, para o filho mais velho, para o filho do meio, e para a caçulinha. Um dia, ela foi surpreendida pela pergunta do feirante: - E para a Senhora, o que vai levar? Ela foi até em casa pensando nos jilós que há muitos anos não comprava, apesar de adorar. Ela nunca comprava o danado do jiló, pois ninguém em sua casa gostava. Nesse dia ela voltou para a feira e comprou um monte de jiló fresquinho. Preparou com gosto como se fosse para uma rainha, e comeu com mais gosto ainda, sentindo-se a própria rainha. Quantos jilós deixamos de comer para agradar essa ou aquela pessoa? Quantas coisas boas deixamos para trás em nome do amor? Quantos sapos engolimos, e às vezes, até humilhações sofremos calados. Tudo em nome do amor. Sei lá que raio de amor é esse, amor de peixe podre: quando mexe fede, quando frita faz mal? Tenho andado pelas ruas e continuo vendo as pessoas de olhar baixo, olhos cansados, semblante pesado. Parece que as pessoas estão esperando algo acontecer para serem felizes. Ouço muitos suspiros! As pessoas afirmam que se tivessem mais dinheiro, seriam felizes, se tivessem alguém para amar seriam felizes, se tivessem um emprego seriam felizes... De outro lado, vejo pessoas com muito dinheiro com muito medo de perderem o que conquistaram, com medo de sair na rua, com medo de seqüestro, tomando "sono em caixinhas de remédios ". Vejo casais brigando por cada besteira, ciúmes, paranóias, desgaste de relações, filhos abandonados, incompreensão... Gente empregada reclamando do chefe, do salário, do lugar, da cadeira, dos amigos da mesa ao lado... E, o tempo passando... escorrendo como areia fina pelos dedos. As oportunidades passam na nossa vida e nem damos bola! Estamos ocupados demais em atender a esse ou aquele pedido dos outros, estamos nervosos demais na reclamação, na angústia, na incompreensão dos outros. Continuamos colocando sonhos malucos em nossa cabeça sem avisar as partes interessadas. Por fim, não acreditamos que a felicidade está na nossa porta : Que está dentro de nós agora ( que podemos, ou não, comer jiló quando quisermos ). Somos donos do nosso nariz, se quebrarmos a cara em uma tentativa qualquer, somos nós que temos que nos levantar, tirar o aprendizado da experiência e tocar o barco...

*** Boa semana!

segunda-feira, 9 de junho de 2008

OBSTÁCULOS

Observe a cachoeira...
Perderia sua canção se fossem tiradas as pedras do seu caminho.
É o obstáculo que fazem suas águas prosseguirem. Nenhuma rocha, por mais resistente que seja, é capaz de deter a água. Ela tem sabedoria para contorná-la e seguir em frente, com a força da suavidade...Nada é mais suave e nada é mais forte do que a água, caminha firme e lentamente, sabedora de que tem o mesmo destino do homem: Seguir em frente!Assim também é a nossa vida. Os obstáculos existem para nos fazer caminhar cada vez mais firmes mais determinado, totalmente entregues confiantes na existência. Fé é rendição. Portanto quando o sofrimento bater á sua porta, não lamente nem se inquiete, seja apenas testemunha da dor. Sinta-se um privilegiado porque é das batalhas que surge a alma. Diante de qualquer problema que lhe apareça sem solução, tome uma atitude inteligente, a seu favor: Respire...Quando menos uma pessoa merecer seu amor, é quando ela mais necessita dele. Perdoe, perdoe quantas vezes forem necessárias, liberte seu coração do ressentimento, abra-se para novas emoções.Sejam flexíveis como as flores, como as borboletas... Experimente todos os perfumes. Estenda a mão, ofereça. A sua compreensão, o seu amor. Viemos a este planeta para aprender a amar. Apenas isso. Então ame!Pouco ou muito, não importa. Importante é amar sempre. Só o amor realiza a mágica de se multiplicar quando é dividido. Nada neste mundo faz sentido se não tocamos o coração das pessoas. Se a gente cresce com os golpes duros da vida, também pode crescer com os toques suaves da alma.Andei pensando nisso atualmente. Em como os obstáculos estão sempre presentes na nossa vida. Às vezes nos irritamos com eles e não queremos aceitar que eles estejam ali. E tão próximos impedindo que sigamos em frente. Impedindo? Só se deixarmos. Afinal obstáculos foram feitos para serem transpostos. Devemos seguir o coração e lutarmos bravamente e para ultrapassar todos eles. Ainda que pareçam intransponíveis, todos são como pedras no caminho.
Basta fazermos um esforço e essas pedras podem ser retiradas.Imagine a vida sem eles?
Não teria a menor graça. O gostoso da vida é superar as dificuldades e viver!
Boa Semana!

quinta-feira, 5 de junho de 2008

SE O AMANHÃ NÃO VIER...

Se eu soubesse que essa seria a última vez que eu veria você dormir Eu aconchegaria você mais apertado, E rogaria ao senhor que protegesse você. Se eu soubesse que essa seria a última vez que veria você sair pela porta, Eu abraçaria, beijaria você, e chamaria de volta, Para abraçar e beijar uma vez mais. Se eu soubesse que essa seria a última vez que ouviria sua voz em oração, Eu filmaria cada gesto, cada palavra sua, Para que eu pudesse ver e ouvir de novo, dia após dia. Se eu soubesse que essa seria a última vez, Eu gastaria um minuto extra ou dois, para parar e dizer: EU TE AMO Ao invés de assumir que você já sabe disso. Se eu soubesse que essa seria a última vez, Eu estaria ao seu lado, partilhando do seu dia, ao invés de pensar: "Bem, tenho certeza que outras oportunidades virão, então eu posso deixar passar esse dia." É claro que haverá um amanhã para se fazer uma revisão, E nós teríamos uma segunda chance para fazer as coisas de maneira correta. É claro que haverá outro dia para dizermos um para o outro: "EU TE AMO", E certamente haverá uma nova chance de dizermos um para o outro: "Posso te ajudar em alguma coisa?" Mas no caso de eu estar errado, e hoje ser o último dia que temos, Eu gostaria de dizer O QUANTO EU AMO VOCÊ!O dia de amanhã não esta prometido para ninguém, jovem ou velho, E hoje pode ser sua última chance de segurar bem apertado, a mão da pessoa que você ama. Se você está esperando pelo amanhã, porque não fazer hoje? Porque se o amanhã não vier, você com certeza se arrependerá pelo resto de sua vida, De não ter gasto aquele tempo extra num sorriso, num abraço, num beijo!
Autoria: Fábio
Um bom dia...

domingo, 1 de junho de 2008

Complicar, pq?!


Questiono-me: a vida da gente é complicada ou somos nós a fazemos assim? Queremos isso agora, daqui a pouco aquilo... Depois já não queremos mais nada, apenas deitar e dormir e só esperar o sol bater novamente na janela do quarto nos chamando para mais um dia complicado. Ai esta de novo a tal da complicação!



Para com isso, somos adultos e maiores de dezoito anos por que complicar? Complicar é sinônimo de perder tempo... Por isso abra-se para ouvir um bom dia, dê um bom dia, abra-se para um sorriso, sempre sorria ao invés dar uma cara feia... Ok, ok... Eu admito que sou assim quando acordo, num gosto de brincadeirinhas nos primeiros quarenta minutos do dia, mas logo to de boa (ou pelo menos tento estar). Depois de subir no ônibus, e de encostar a minha cabeça no vidro da janela, fico pensando no beijo que deixei de dar na minha mãe por esse tal de “estresse matinal”, que droga de pessoa que inventou isso?! Por que perder tempo com essas coisas, pensa comigo: quarenta minutos de estupidez, ignorância, tolice, etc.


O que isso me ajudou?!
Em absolutamente nada! Por isso perca tempo beijando a sua mãe, abraçado o seu namorado, dizendo bom dia pra Tia do cafezinho da sua empresa, pro lixeiro, padeiro, pro cara do carro ao lado, pro mané que pegou a sua vaga no estacionamento... 

Enfim, perca tempo dizendo que você ama alguém e o quanto você é feliz simplesmente por ser quem você é e por ter essas pessoas (sendo elas certas ou erradas) ao seu lado. Pessoas complicadas esses Seres difíceis de lidar, de se amar, de esquecer... Não vale a pena complicar, perder o tão pouco tempo que temos aqui, agora. Não percamos mais tempo com isso, eu não quero, não vou me permitir a essa idiotice, necedade, estupidez humana...



Lembre-se desse provérbio chinês: "Há três coisas que jamais voltam: a flecha lançada, a palavra dita e a oportunidade perdida”.


O tempo que se perde não volta mais!
Um bom domingo a todos, bjs e abraços...