domingo, 12 de outubro de 2008

Sentir-se amado

O cara diz que te ama, então tá. Ele te ama.
Sua mulher diz que te ama, então assunto encerrado.
Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas? Mas saber se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de milhas, um espaço enorme para a angústia instalar-se.
A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e verbalização, apesar de não sonharmos com outra coisa: se o cara beija, transa e diz que me ama, tenha a santa paciência, vou querer que ele faça pacto de sangue também?
Pactos. Acho que é isso. Não de sangue nem de nada que se possa ver e tocar. É um pacto silencioso que tem a força de manter as coisas enraizadas, um pacto de eternidade, mesmo que o destino um dia venha a dividir o caminho dos dois.
Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que sugere caminhos para melhorar, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você, caso você esteja delirando. "Não seja tão severa consigo mesma, relaxe um pouco. Vou te trazer um cálice de vinho".
Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d´água. "Lembra que quando eu passei por isso você disse que eu estava dramatizando? Então, chegou sua vez de simplificar as coisas. Vem aqui, tira este sapato."
Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão. Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente bem-vindo, que se sente inteiro. Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido. Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta.
Agora sente-se e escute: eu te amo não diz tudo.
Autoria: Martha Medeiros
*** Amar é mais do que falar é sentir, mas também não apenas isso... é se desprender de provas, incertezas, loucuras, bilhetes, bombons,etc. Demonstre um "EU TE AMO" com um olhar, um beijo, um abraço...ou com uma simples frase sincera: "Tenha uma boa semana"!

7 comentários:

wellington disse...

Mas saber se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra...

Nossa isso sim eh uma coisa q toca meu coração..
saiba que eu nao te amo entao, eh bm mais q isso.
Beijos anjo

wellington disse...

ops eh a crys n o uol ;0

CR disse...

amor é apenas o segundo antes de abrir a boca para dizer que ama, o sentimento de falar, agora apenas as palavras, jamais bastam

vivi disse...

talvez n tenho nem palavras =x
talvez ngm realmente sabe o vrdadeiro valor da palavra amor, ou so aprende o valor dela, qnd se perde um [?] --' tamemata,mas eh oq axo ap´lkakoa *-*

Diego disse...

Sinceramente só o q eu posso dizer é "sem comentários" o q eu tinha pra dizer eu ja disse... posso parecer o mais chato dos caras do mundo mas um dia tu vai me escutar e vai entender...
até lá estamos aí pra qqr coisa...

Élinson Martins disse...

A Martha M. manja muito, falou tudo...
"Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto." C. Drummond de Andrade
Digo daqui que hoje, acho que amar é dar atenção, é estar presente.
Ótima semana, parabéns pelo post!

Leandro disse...

Uma coisa é certa: o sentir-se amado, é um amor verdadeiro. O saber ser amado pode não ser verdadeiro. O amor Autentico não se obtem da noite para o dia e sim ao longo do tempo, tanto é que tal sentimento, só se observa com os atos e atitudes do companheiro(a). É muito fácil conhecer uma pessoa e dizer que a ama. Esse amor pode ser verdadeiro, mas também,pode correr grande risco de não ser real. Sendo assim, sentir-se amado em um relacionameto de por exemplo seis meses, pode ser injusto, mas saber que é amado pode-se notar na primeria semana.