terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Pode-se aprender com a morte?

Aprendi hoje com a dor da morte que devemos amar, amar muito à todos que nos rodeiam.
Aprendi que a vida (ou a morte) nos prega peças todos os dias e que algumas coisas que teimamos em sentir não devem ter importância, falo de sentimentos ruins, coisas que doem e que as vezes por besteira de nossa parte ficam grudados como carrapatos nos sugando. Nos tirando oportunidades, e isso se chama magoa, ressentimento...
Por isso...
Ame quem você quer amar, hoje, agora...
O amanha não existe, não existirá se você se fixar nele e deixar o hoje de lado.
Aprendi que a morte nos ronda a todo momento, que devemos sim rever a vida a "todo" momento sem medo de errar ou de arrependimentos.
Aprendi que a minha vida precisa de um "up", em todos o sentidos, mas por onde começar, como fazer?
Perguntas X Respostas:
Amar?
Sorrir?
Viajar?
Coragem?
Enfrentar?
Originalidade?
Felicidade?
Você?
Eu!
Novo Marcos e por dentro o velho Marcos, pode isso? Pode, claro que sim, por isso quero me reformular sem deixar meus princípios de lado. Sem perder a minha essência!
Agora, sem mais perguntas, sem mais encucações.
Relax, tudo organizado aqui dentro.
Como pode a morte vir ao seu lado e te fazer repensar sobre tudo, sobre todos?
Aprendi que viver é bom e eu quero muito!
*** Dedico esse texto a minha Querida Tia Maria que faleceu nessa madruga, te amo!

Nenhum comentário: