sexta-feira, 24 de julho de 2009

Eu gostaria de uma amizade sadia

Uma amizade sadia, sem crises, sem interesses, ou melhor, simplesmente verdadeira.

Sempre fui assim com os meus amigos, por que penso que toda a relação seja ela familiar ou até mesmo social precisa definir se existe ou não amizade.

É difícil eu me enganar com as minhas amizades. Pode acontecer, mas difícil.

Talvez isso fuja do meu controle às vezes, por ser queridinho, disponível de mais. Às vezes penso que devo acreditar menos nas pessoas ou por completo.

Mas esse não seria o melhor caminho a seguir, mas o que fazer?

Posso me tornar menos acessível e mais seletivo.

Algumas pessoas entram em nossas vidas como se precisassem muito de algo que nos pertence, algo que sozinhas (nesse caso em um território novo, desconhecido) não conseguiriam (nesse caso o carisma).

E pior que analisando os últimos dias, penso que uma amizade verdadeira nunca houve não da outra parte.

E sinto muito por isso, não por mim.

Aprendi com a vida que quando algo vale muito a pena deve-se ir atraz sem pensar o que isso irá causar (e vocês bem sabem que isso já aconteceu muiiitas vezes), mas também sei que quando não existe mais um "porque" de estar juntos o melhor é se afastar e ver que na verdade nunca existiu um sentimento e o quanto é triste ver que nem um "vazio" ficou.

Como diz Dna.Eva em seus momentos de sabedoria: - Sou de quem me quer!

Tenho amigos irmãos, irmãos amigos...

Pessoas que posso contar, pessoas que dividiram uma vida comigo e já outras que nunca saberão o quão é gostoso um abraço, afago, beijo, o escutar e o quanto é importante ter um lugar na vida de alguém.

E você que não tem isso ou por algum motivo desprezou um amigo...

Boa tarde, bju e por favor não me liga!

2 comentários:

Carolina disse...

Não sei o que dizer!
Gostaria de ser diferente, mas não consigo!
Também tenho medo que tentando ser diferente, não vou estar sendo eu, e assim, representando... ainda não consegui achar o equilíbrio...
Mas se serve de consolo, já fui muito pior!
Quero que saiba que não te usei! Sinto muita falta dos nossos cafés, gargalhadas, passeios no centro...
Espero do fundo do meu coração que consigas me perdoar!

ana cristina disse...

Querido amguinhooooo!!!
Achei muito interessante essa foto, mas mais interessante será saber onde eu estava que não figuro nesse retrato???? hein!
Amore.......Esto cm saudades de você!
bjus