domingo, 26 de julho de 2009

Novos sentidos/motivos

Lá por fevereiro falei sobre novos rumos, projetos e mesmos princípios, mas e ai?
Preciso parar pra rever os conceitos e se saber se isso esta mesmo acontecendo como Eu quero que aconteça.
Eu aprendi depois de muita discussão e lágrimas que eu tinha que me amar mais, querer mais pra mim. Por mim.
Um amigo me disse uma vez que eu tinha que eu tinha que aprender a conviver mais comigo, me suportar... aprender estar bem estando sozinho.
Confesso que no momento eu achei que conseguiria ou que era papo de um eterno solteirão.
Errado, como se mesmo amando alguém devêssemos deixar de viver ou de estar de bem com nos mesmos.
E quando eu me vi verdadeiramente sozinho foi bem complicado. Ir ao cinema, almoçar e dormir, eu não conseguia. Entrava em crise, chorava um verdadeiro pânico (literal mente).
Mas eu consegui, hoje eu sou a minha melhor companhia, meu orgulho.
Não que eu não sinta a falta do aconchego, cheiro, gosto... Aprendi com alguém muito especial que eu precisava querer por mim viver por mim.
Ah! Vocês lembram dos talheres?
Pois é a ultima novidade se chama aspirador de pó!
"Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é ..."
Cecília Meirelles

Um comentário:

Renato "Hell" Albasini disse...

A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional...
(Carlos Drummond de Andrade)