quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Sol/Chuva


O tempo muda a todo momento, assim do nada.
Hora esta frio, hora não esta mais...


E assim segue a minha cabeça ao mesmo tempo tranquila em relação a erros e acertos, mas algo não esta bem. Desde ontem pela manhã estou com um aperto no peito, algo que não condiz comigo, com a minha pessoa. 
Como se fosse um pressentimento, aviso...


Tenho dessas coisas as vezes.


Não estou bravo, irritado, apenas quieto.
Não preciso fingir ser alguém que não sou. Estou triste, calado, to de cara fechada sim e daí?


Frustrado?


Talvez, mas ciente de que tudo esta indo em direção ao caminho certo, correto.
O tempo, aquele que muda a todo momento sabe que nessas mudanças repentinas tudo pode acontecer e o sol e a chuva numa simbiose possam me trazer a calmaria de um rio em direção a sua nascente, a paz da brisa da manhã de domingo,  a harmonia da chuva e do sol numa tarde de verão...


Ariano fogo e que por muito tempo (de certa forma) esteve em Stand Bay, mas que a um tempo vem remando contra essa maré de egoísmo, singularidade e que quer viver?


Porque esses sentimentos rondam a minha cabeça como se me tentassem a fazer/sentir coisas que não me pertencem mais e que me fazem mau?


Ok, sou humano e passível de erros, mas não sou burro (não mais).


Vou lavar a minha alma com a água da chuva e me secar com o calor do sol.
Me purificar, me encher de vida e aprender a viver com as inconstantes mudanças da natureza, da minha natureza interior.


Quero sol...
Quero a chuva...
Quero aprender a viver com as minhas inconstantes mudanças!

Um comentário:

Renato "Hell" Albasini disse...

Algumas vezes as pessoas precisam estar em suas estações, em seus climas, em seus altos e baixos, e em seus dias de sol e chuva....