segunda-feira, 19 de abril de 2010

O mundo não para de girar...

O mundo gira, gira e...
Aqui estamos nos de novo (risos), a vida nos prega peças e acaba nos mostrando coisas que em certo momento não víamos ou fazíamos questão de não ver.
Hora amamos, hora queremos estar juntos, hora precisamos perder nossos medos e seguir em frente (ou pelo menos tentar) e quando você decide seguir e arriscar um novo caminho o mundo gira, você cai.  E lá esta a frustração, ali esta ela estagnada, mas ao mesmo tempo pronta para te dar um abraço frio e duradouro.
Sempre esperamos isso ou aquilo de alguém e nos frustramos por algo desnecessário (na verdade nos frustramos por que somos humanos) por que imaginar que podemos montar um modelo perfeito do ser amado para termos do nosso lado? Isso não existe, pelo menos não depois de dois meses de relacionamento.

Isso é humanamente incorreto.
Seria bem mais fácil relaxar e curtir um momento, mas não...
Sempre buscamos/queremos algo diferente, a nossa cabeça cria e faz ser impossível (é que parece ser mais gostoso aquilo que não temos ou o que tivemos/passado).
Claro que devemos levar em consideração os nossos desejos, anseios, mas temos que fazer a regra dos nove antes de aprofundarmos mar adentro em um relacionamento, um relacionamento que pode não dar certo.
Por isso pesquise, reconheça o território antes de montar acampamento. Pergunte, questione e descubra todos os traumas, fissuras e quartos escuros que no amanhã farão toda a diferença.
Primeiro que você não perdera o seu tempo tão valioso com alguém que talvez não satisfaça os teus desejos mais loucos...

Ok, falamos de você, de nos, mas já se perguntou o que ele (a outra parte) pensa, deseja, faz...?
Egoísmo não deve fazer parte e nem singularidade, por isso questione e deixe-se ser questionado.

Fazer esse interrogatório é o será feio ou agressivo de sua parte?
Será sim, se você não o fizer logo.
O mundo gira e quando você "se notar" estará frustrado ou frustrando alguém.

Nenhum comentário: