terça-feira, 17 de agosto de 2010

Olho_olhandO

Olhar com gana, como quem busca o inevitável entre a multidão e ali,
bem ali eu te perco.
Olhos que tem cor da água mais límpida,
cor do céu da primavera/cor mais ausente do arco-íris.
Olhando para esse "Eu" que me perde sem querer/não quero buscar o  caminho de volta para o "surrealismo" - preciso de mais, merecemos mais.
Olho como quem olha o perfeito perdido na imperfeição que se tornou os dias sem...



Enfim, fico parado, estagnado olhando para o que tenho e vejo que deixei de perceber que o ponto de vista segue indiferente e praticamente intocável.

Bom, agora vou fechar os olhos.
(como se "isso" adiantasse algo)

2 comentários:

Cris Guimarães disse...

Tá boommm então... não entendi nada, tchauuuu

Anônimo disse...

tambem não entendi nada, eu acho que tu esconteu de mais nas entre linhas ... heheheh