Admirando-os!

Preciso da tua admiração, pois só ela será capaz de calar esse tom de dúvida que persiste em falar ao pé do meu ouvido. A tua admiração briga com a o teu ego, ele não permite que eu renasça diante dos teus olhos, por isso eu te peço: permita-se admirar...

Não estou declarando que sem a tua admiração serei menor, não é isso – nem que para mim ela seja algum tipo de aprovação, muito pelo contrário: a tua admiração só mostrará o quanto o meu “novo eu” se faz presente hoje. Sim, por que depois de tantos tombos, erros e (graças) acertos eu volto revigorado, intenso e cada vez mais apaixonado por mim/você.

Admiração, palavra que em alguns dicionários tem significado muito pitoresco: “Considerar com espanto misturado de prazer” – Eu posso dizer que preservo a minha admiração do lado da minha satisfação. Sentimentos que revelam aos poucos quem você realmente quer ao teu lado e melhor, quais você também precisa estar ligeiramente longe.

Entendeu?
A minha admiração segue de mãos dadas com o tempo, com o espaço e com a amplitude que revelam os meus olhos. O tempo só me mostra que a admiração (ou a sua incapacidade) também afasta as pessoas e foi isso, bem isso que aconteceu.



Sigo aqui, admirando e vivendo novas satisfações!

Comentários

Postagens mais visitadas