quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Pensamentos aleatórios

Eu costumava dominar o mundo dos sonhos, eu era capaz de criar um horizonte de possibilidades frente aos meus olhos verdes tudo era fantasia... Ah! Verdes cintilantes e os mais esperançosos – iguais jamais foram vistos. Diante de um leque de opções eu me fiz enfrentar das mais variadas e adversas situações.

Aos poucos fui reinventando esse mundo velho e mesmo assim atual, fui me permitindo renascer das cinzas e assim sem pejo, sem nenhum receio fui me despindo de pudores e medos que antes não me deixavam seguir em frente.

Assim, lentamente fui revendo páginas que antes eu teimava em burlar. Sim, eu sempre fui do tipo curioso, não tanto astuto... Um tipo de curiosidade perspicaz e ao mesmo tempo quieta e particular. Não, hoje não me permito mais pular páginas que são essenciais para o meu aprendizado diário.

Citações

Hoje você já não se faz assim tão presente nos meus atuais dias, não me refiro a tua importância (pois isso para mim será para o todo sempre), declaro diante dos meus/teus novos tempos que somos os mais diferentes/semelhantes seres independentes do mundo.

Aos poucos vou me permitindo dominar menos o mundo dos sonhos e agora vou me permitir sonhar o imaginável, assim sem querer. Meus olhos verdes continuam mais verdes do que nunca, claro que um verde mais claro, com tonalidades fortes e sutilmente marcantes (risos)...

E as opções continuam sendo as mais variadas.

O que me resta é saber fazer ou não a escolha certa.
Errar? Faz Parte, sempre fará.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Vai cuidar do seu c...


Fico pasmo com certas situações que algumas pessoas se prestam a nos colocar, elas têm a necessidade de deixar o outro em puro constrangimento... Se faz importante, imponente e friamente perspicaz diante das situações mais simplórias - te liga cabeção!

Você quer status? Pinta a bunda de vermelho e sobe no poste! - A campanha Be Quiet continua.

E tenho dito.

O meu melhor

Situando o tempo no seu maior eixo eu me deixo levar pelas circunstâncias e pelos reflexos de um passado que sinceramente não me interessa mais, não me importa mais. Sigo trilhando um caminho só meu, com perdas semelhantes  iguais sesperanças...Sigo de mãos dadas com o meu MELHOR!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Alô, Silêncio?

Diante de toda a emoção eu me deixei cair em desespero, diante de coisas que eu já pensava estar curado (e quem disse que tem cura), emoções que eu já havia perdido o contato – que eu pensava já desconhecer.

Eu estava focado no meu umbigo e quando eu menos esperava tudo se estremeceu e o meu mundo, que até então estava pacato, tranquilo e sereno desmoronou diante dos meu olhos... De repente perdera essa quietude – seguira outro ritmo, tudo agora estava fora de lugar e eu (até o exato momento) não encontrei forças para reorganizar casa. Preciso rever as estruturas/alicerces.

Preciso saber/aprender que nunca estaremos devidamente prontos, que na prática eu sempre estarei em movimento – me reformulando, isso me faz capaz, forte e sensível ao ponto de perceber que tudo faz parte do recomeço.

No primeiro momento eu perdi a razão e pior, senti raiva dessas ações frustradas – nos arianos não nascemos prontos para perder e pior, ouvir dos outros que (são ou demonstram ser mais bem resolvidos) que é errado, fútil que tudo não passa de besteira... O ar de superioridade de pessoas tão errantes quanto você te faz perceber que a evolução humana não se faz assim tão presente ao teu redor.

Ser superior é igualar-se ao errante e ver/perceber no silêncio que a sensibilidade e inteligência não devem andar de mãos dadas com hipocrisia. O amanhã sempre será uma eterna surpresa.

Deixo claro que prezo e sempre prezarei os desafios. Diante deles me faço forte, me faço maior diante do erro – e sabedor que sou tão igual a todos.

Be Quiet

Sempre ouvi de pessoas mais velhas que ser Amigo do Silêncio é ser esperto. Devemos aprender a nos privar de falar porta à fora os nossos maiores desejos, anseios(sejam eles os mais remotos possíveis)... Decidido, a partir de hoje quero ser Amigo do Silêncio – sendo um pouco mais introspectivo, não ao ponto de emudecer, mas sim de ser um pouco mais inteligente.

Alô! Silêcio, como você esta meu camarada?
Por aqui? Então, tudo... Tudo ótimo!
(risos)

Fazer oq?¿

#Aries: Ao assumir uma relação mais séria, está deixando de lado um pouco suas escolhas e sua liberdade.

Cris GuimarãesEscolher algo na vida sempre implica em abrir mão de muiiiittassss outras coisas e de nossa liberdade por consequencia... a grande questão é escolher algo ou alguém que supere todas essas perdas e valha realmente perder um pouco da liberdade... TE ADORO