terça-feira, 7 de junho de 2011

Te conheci quando você chorou


Eu te conheci quando eu te vi sofrer, quando você não tinha para aonde correr ou a quem recorrer - aqui estava eu de braços abertos. Para as tuas eventuais mensagens de madrugada contando os teus piores pesadelos ou apenas por você não conseguir pegar no sono.

Diante de tantas coisas que teimavam em acontecer você se perdeu e caiu, logo você forte e assombrosamente inabalável se fez frágil e pequeno – te abracei.

Eu não precisava falar nada, mesmo porque a tua dor era indescritível e por isso (por mim) incompreendida. Por mais que eu quisesse tirar essa tua dor – eu sabia que era impossível.

Mas porque eu só vim te conhecer de verdade nessa situação? Porque você prefere se mascarar entre um mau humor repentino, entre festas, bebidas (e outras coisas que prefiro não comentar)... Por quê?

Você prefere sofrer as escondidas...
Não tenha vergonha de demonstrar quem realmente você é, dispa-se de receios e sinta o que é preciso sentir. Liberte-se de orgulhos e permita-se ser mais ajudado - não estou dizendo que você precisa se tornar o coitadinho da turma, mas me refiro ao fato de você também precisar de carinhos, abraços e colo.

Mas porque eu?!
Quando eu vi tua lágrima caindo eu me perdi, eu parecia um inválido - pois, a dor do outro sempre é injustificável, não há o que dizer ou amenizar/tudo o que eu disser ou argumentar será patético (no meu ponto de vista), mas para você um ouvinte sem julgamentos é o presente mais valioso e indescritível.

Quando você chorou o meu coração bateu mais forte ao ponto de eu poder sentir cada batimento/lentamente... Por isso eu posso dizer que te conheci de verdade quando o sofrimento se fez presente, quando nada mais fazia sentido - estávamos ali, presos por algo que não tem nome, algo que é puro sentimento...

Hoje
Eu sinto que hoje ganhamos e perdemos muitas coisas. Não temos um saldo negativo para recuperar, temos sim muitos pontos há somar (vc+eu)!

Sofra, sinta, perca e recupere tudo - conte comigo.
Sou bem mais do que esse siamês de olhos verdes, sou alguém que gosta de você cru sem aditivos ou máscaras...

Chorando você me disse coisas que permanecerão comigo, só comigo.
Eu estou aqui, pronto e seguro de que ainda não acabou!

Chore, sinta e logo sorria um sorriso largo e duradouro.

Um comentário:

Mathrem disse...

Encantadoramente fascinante suas palavras...