terça-feira, 26 de março de 2013

SerDominante!


Estou me focando no que é real, no que é de verdade, no que eu posso ter/tocar e só assim me derramar sobre você sabendo/tendo a certeza de que é meu (só meu) ... Sim, quero me apoderar de tudo, por completo - não quero migalhas.

Mereço mais!

Quero acordar com você nos meus olhos, quero poder respirar você e quando eu não o tiver por perto que mesmo assim você se faça presente (na ausência que me causa); enfim, te quero aqui.

Quero ser surpreendido no silêncio, quero ser arremetido inesperadamente e bruscamente se for necessário - eu prezo a tua força, o eu "pegar"; então se apodere o que se faz teu.

Você fez por merecer!

Me beije com as tuas mãos, me aqueça com a tua língua e se deixe levar por algo que vocês estava esperando/querendo... Realize-se!

#Dica
Não tenho tempo...
Não tenho medo...
Tenho medo...

O medo me move em passos largos até ti e o meu combustível é o teu cheiro que se alastra pelas ruas como se fosse algo enlouquecedor/dominante.

#Dica
Quero logo...

Quero agora...

Na verdade quero aos poucos, só assim poderei saborear cada detalhe da tua presença em mim... Quero flertar contigo, quero te cortejar, te paquerar, na verdade te quero todos os dias, quero no chão, na minha sala, no carro, no cinema, ...

Quero te desejar/quero ser libidinoso apenas com os meus olhos e assim te fazer me querer mais e mais e mais e mais!

#Dica
Tenho medo...

Tenho coragem...
Tenho vontade...
Tenho tesão...
Tenho você aqui...

Quero mais medo...
Quero mais coragem...
Quero você aqui!
Quero mais tempo...
Quero esquecer o tempo estando eu de mãos das com você!

domingo, 10 de março de 2013

Dica de Hoje: ansiedade machuca!

Fico pensando na capacidade que o nosso corpo tem de responder sobre coisas que estão apenas na nossa mente... Existe realmente resposta ou cura para a ansiedade? Querer e querer e mais querer e não saber esperar e é desta forma que a minha mente (aqui chama de "insana") acha que deve ser o meu dia a dia. Sem essa de esperar, essa palavra não existe no vocabulário dela - a Insana não acredita e não entende que isso me machuca/fere da pior forma... Na pele!

E o interessante é aprender na dor que você não é nada, que você não tem o controle sobre tudo... Que nada precisa ser (e não será) no seu tempo e sim no tempo que está determinado por algo/alguém maior. Mais uma vez declaro aqui que não estou pronto aos 29/quase trinta - sem essa de que não vou mudar/que sou assim e morrerei assim - #CalaBoca.

Feliz de quem a cada tombo consegue perceber nas entrelinhas o aprendizado.