quinta-feira, 26 de maio de 2016

O 'se'? Se perdeu!

Estranhamente a tranquilidade volta
(aqui) Ela é passageira
Não toma acento e fica cada vez mais inquieta
De lá pra cá
Ouço um grito
Dói, morde e o silêncio diante da voz que arrepia e faz tremer.

Se retoma tudo em menos de segundos
A tranquilidade irritante para de tatear
Se sente sóbria
Se sente em casa

O ‘se’ se perdeu

O hoje não faz mais sentido e o amanhã não se comunga

Os sábados à noite  forever be apartno more disputas

A tranquilidade se perdeu, não sinto mais o que não sei sentir (who knows)
A tranquilidade se despe de qualquer...
De um qualquer


Sentimento?
Por hora tranquilo.

(ou não)

Nenhum comentário: